VOCÊ SONHA EM VIAJAR O MUNDO POR LONGO PRAZO, MAS TEM UM CACHORRO E NÃO CONSEGUE SE VER SEPARADO DELE POR MUITO TEMPO? Então leva ele pra se aventurar com você e permita que ele também viva essa incrível experiência pelo mundo.

Você acha que é muito complicado? Gigi Griffis, do blog The Rambleestá viajando o mundo há mais de 4 anos com a sua cachorra Luna, que já conheceu mais de 15 países, e nesse post ela vai passar dicas imperdíveis para te ajudar a realizar essa aventura.

Para Gigi viajar com sua cachorra tem sido mais recompensador do que ela imaginava. Além dela ser uma grande companheira da sua viagem, ela permite que você se misture ainda mais fácil com a cultura local. Muitas pessoas param pra falar com você, fazer carinho no cachorro e as pessoas tendem a não te ver mais com uma cara de turista e acham que você vive lá simplesmente por que você está com um cachorro. Isso permite uma forma de interação diferente com os locais.

Mas também tem a parte chata. Viajar com um cachorro tem sim uma parte burocrática impossível de escapar e algumas limitações, porém nada que impediria você de viajar o mundo.

Mas ela já avisa, viajar com o seu cachorro é diferente. É preciso viajar de forma mais lenta, como se você estivesse viajando com um filho. O cão precisa se acostumar com um ritmo de viagem e vai precisar de tempo para descansar ao longo do caminho. Ela não recomenda viagens aceleradas e a parte burocrática vai te fazer entender isso, pois cada vez que você muda de país, toda a papelada começa outra vez.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Viagem com cachorro, Viajar com seu cachorro

DICAS PARA VIAJAR COM SEU CACHORRO

Como preparar seu cão para viagem?

Se o seu cão é daqueles que só fica em casa, vai em parques e passeia de vez em quando no bairro seria bom você fazer um treinamento com ele antes de partir. O mais importante é que ele se acostume com diferentes ambientes e realidades. Leve ele com você pra todo tipo de lugar, passando por ruas movimentadas de carros, grandes área públicas, shopping, elevador, casas de amigos, viagens curtas, supermercado… Assim ele vai entender que o mundo é bem maior do que ele está acostumado em sua rotina e também vai aprender a se comportar em diferentes ambientes. Isso vai fazer com que ele se adapte com mais facilidade durante a viagem. A Gigi fez muito isso com a Luna e ela nunca teve problemas de adaptação em 4 anos de viagem.

A parte burocrática

O maior desafio é a papelada. Antes de ir para um país novo com seu cão, você precisa descobrir quais são as exigências burocráticas, que vão variar muito de um país para o outro. Fique atento às seguintes questões:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Viagem com cachorro, Viajar com seu cachorro

  • Microchip internacional – para viajar em qualquer lugar, o seu cão vai precisar de um microchip internacional. Isso é uma coisa simples, um microchip implantado no pescoço do cão que praticamente todos os países exigem.
  • Documentos – no Brasil você vai precisar de um CVI (Certificado Veterinário Internacional) e o Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos que são expedidos pelo Serviço de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro). Veja mais detalhes aqui.
  • Vacinas – seu cão deverá estar com suas vacinas em dia. A vacina contra a raiva é exigida pela maioria dos países e alguns países exigem outras vacinas ou tratamentos (tais como tênia ou tratamentos contra pulgas).
  • Veterinário – na maioria das vezes você vai precisar de um veterinário oficial do país em que você se encontra para preencher e assinar algumas papeladas de imigração para o seu animal.
  • Quarentena – sempre lembre de verificar se o país exige qualquer tipo de quarentena para cães antes mesmo de comprar a passagem, pois isso pode fazer você desistir de visitar o lugar.

Nesse link você pode pesquisar sobre as regulamentação e exigências para animais em mais de 200 países (somente em inglês). Mas no site das embaixadas do país também costuma ter as informações que você precisa.

De primeira tudo parece muito complicado, mas depois de um certo tempo viajando você se acostuma com essa parte da rotina de uma viagem com cachorro.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Viagem com cachorro, Viajar com seu cachorro

Avião

Muitas empresas aéreas permitem que você leve o seu cão abaixo do assento, no caso de cães pequenos, em uma caixa de transporte adequada (veja mais detalhes no item sobre acessórios), mas normalmente elas têm um limite de animais no mesmo voo. Caso contrário ele terá que voar na área de bagagens. Por isso, certifique-se das regras da empresa aérea e taxas antes de comprar o voo.

Nesse link você pode pesquisar as políticas de cada empresa aérea para o transporte de animais de estimação.

Se você tiver que despachar seu animal na área de bagagens não esqueça de etiquetar bem a caixa transportadora e de deixar comida e água disponível para o seu cão.

Transportes terrestres

É sempre bom investigar antes de partir sobre como funcionam as regras de transporte com animais no seu próximo destino. Muitos países são bem flexíveis, mas em alguns existem regras claras. Alguns países não permitem cães em ônibus e trens. Por exemplo, na Espanha os cães não são permitidos em ônibus, então a única solução era fazer passeios a pé ou pegar um taxi quando era realmente necessário.

Hospedagem

A questão da hospedagem vai sempre variar muito de um país para o outro. Alguns países são mais amigáveis com cães e outros não. O ideal é pesquisar on-line antes de ir. Viajando com um cachorro demanda mais tempo na busca de hospedagens, pois você não pode ir em qualquer lugar, precisa sempre achar um que aceite cães. Mas na maioria das vezes Gigi e Luna nunca tiveram problemas.

Nesse link você pode pesquisar mais de 30 mil hospedagens que aceitam animais de estimação pelo mundo todo. Mas fique atento, algumas hospedagens podem cobrar uma taxa extra por isso.

Custos adicionais de viajar com um cão

Os custos vão sempre variar muito conforme o país que você está partindo com o seu cão, mas em geral eles vão estar presentes nos seguintes itens:

  • Veterinário – o custo de um veterinário para preencher e assinar a papelada oficial de imigração, quando exigido pelo país a visitar. Nos EUA chega a custar US$ 100.
  • Órgão regulador – se a papelada exige algum selo ou carimbo de um órgão regulador oficial do país de embarque isso provavelmente vai ter um custo. Nos EUA sai por US$ 30.
  • Voo – a variação de preço é absurda e vai ser influenciada também por como o seu cão vai embarcar (na cabine debaixo do assento ou despache na área de bagagens). Pode custar de US$ 30 a 1.000 para cada trecho e vai depender de cada empresa aérea.
  • Hospedagem – algumas hospedagens podem cobrar taxa extra para o seu cão.
  • Saúde – já que é uma longa viagem eventualmente você vai ter necessidade de visitar um veterinário caso ele fique doente e esse custo também pode variar muito de um país para o outro.

Países que não permitem entrar com animais

Há alguns países que não permitem cães (Maldivas, por exemplo) e alguns países que têm quarentenas muito longas (Austrália, Nova Zelândia e Japão, por exemplo). Mas o melhor é deixar esses países fora do seu itinerário. Deixe pra visitar eles em outra oportunidade. As exigências de longas quarentenas só valem à pena quando você vai ficar por um longo prazo naquele país, pelo menos 1 ano, caso contrário é melhor deixar de fora.

Acessórios e o que levar para o seu cachorro

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Viagem com cachorro, Viajar com seu cachorro

  • Caixa transportadora – ela vai ser útil para os voos e qualquer outro tipo de transporte onde o cachorro não pode ficar solto. A preferida da Gigi é a Sleepypod Air (como o exemplo dessa foto ao lado). Para saber qual a caixa transportadora ideal que cabe embaixo do assento veja as medidas das empresas aéreas nesse link.
  • Brinquedos – duas opções é mais que suficiente.
  • Medicamentos – apenas aqueles mais comuns e que você já está acostumado a usar.
  • Coleira – ela prefere o uso de coleira peitoral.
  • Sueter – para os dias frios

Veja um checklist completo pra você não esquecer nada para o seu cão.

Onde pesquisar

Atualmente você encontra sites especializados sobre viagens com cachorro, mas nenhum em português. Esses dois vão passar muita informação:

Pet Travel: o mais completo sobre a parte burocrática.
Dog Jaunt

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Viagem com cachorro, Viajar com seu cachorro

Para Gigi viajar com Luna tornou a sua viagem pelo mundo muito mais fácil pois ela nunca se sente solitária e isso faz com que ela queira continuar viajando. Se você é desses que gostaria de levar seu cão com você não pense duas vezes. A parte burocrática é o de menos e sempre tem um jeito. Vai que dá!

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Viagem com cachorro, Viajar com seu cachorro

GIGI GRIFFIS & LUNA

Giggi é uma empreendedora e escritora que viaja o mundo com sua cachorra Luna desde 2012. Apaixonada por histórias inspiradoras, novos lugares e “viver o momento”, ela é autora de sete guias e das histórias do seu blog. Conheça mais: The Ramble, FB e Twitter.


Curtiu? Então compartilha!