COMEÇARAM A VALER NO DIA 26 DE MARÇO DE 2016 AS NOVAS REGRAS DE SEGURO PARA VIAGENS INTERNACIONAIS. Entenda as principais mudanças da Resolucão 315. Afinal, elas beneficiam os viajantes.

Com as novas regras os serviços de seguro viagem passam a ser encarados de fato como seguros, e não mais como um contrato de prestação de serviço assistencial, e passam a ser regulados e fiscalizados pela Susep, superintendência de seguros privados.

Entenda na prática o que mudou e ao que você deve ficar atento na hora de fazer a contratação de seguro viagem.

O QUE MUDOU?

  • Fica obrigatória a cobertura de tratamentos médicos, hospitalares e odontológicos. Muitos seguros já ofereciam, ou apenas parte, ou com valor limitado abaixo da cobertura total. Agora todos são obrigados a cobrir com limite da cobertura total do seguro.
  • Repatriação sanitária, quando o cliente tem que voltar acolhido por medico ou condição especial no voo. Os melhores seguros já costumavam oferecer, mas agora todos devem oferecer.
  • Traslado médico no local, quando houver por exemplo a necessidade de ambulância.
  • Repatriação funerária, procedimento obrigatório que leva o corpo até a residência ou o local de sepultamento.
  • O valor total da cobertura deve cobrir também os episódios de emergência de doenças crónicas ou pré-existentes. Antes alguns seguros consideravam um valor bem menor pra esse tipo de episódio e outros nem cobriam. Mas atenção, isso não inclui controle de tratamentos prolongados e check-ups da doença, apenas emergências e urgências.
  • Agora o cliente pode ter o direito de usar um médico ou hospital de sua escolha para pedir reembolso depois e não sendo obrigado a usar somente a rede credenciada do seguro, levando sempre em conta o limite de cobertura e o processo de registro de incidente junto à seguradora.
  • Quando a pessoa fica impossibilitada de retornar dentro do prazo do seguro, torna-se obrigatória a extensão do prazo de vigência até o limite do capital segurado contratado.
  • Todas as empresas são obrigadas a atender em português.

Coberturas com perda de bagagem, cancelamento de viagem, regresso antecipado e funeral continuam sendo opcionais e apesar de muitos seguros oferecerem você precisa avaliar caso a caso pra entender o que está realmente incluído.

Para ler a Resolução 315 por completo clique aqui.

FIQUE ATENTO!

  • Essas regras são válidas para seguros com operação no Brasil. Se você contrata um seguro de uma empresa internacional sem operação no Brasil as regras são diferentes e vai depender de cada seguro. Como é o caso da WorldNomads, empresa renomeada com cobertura ilimitada que recomendamos aqui na ViraVolta.
  • Seguros vendidos por agências, companhias de transporte e até mesmo aqueles oferecidos gratuitamente pelo cartão de crédito, sem contrato de operação através de seguradoras especializadas, estão vedados. Certifique-se se o seguro oferecido por essas empresas é operado por uma seguradora renomada.
  • O seguro viagem continua não sendo um substituo do seu plano de saúde, como já explicamos claramente na ViraVolta. Lembre-se que o seguro viagem tem um limite de cobertura e ele não vai cobrir tratamentos de longo prazo. O foco é voltado para emergências e urgências durante a viagem.
  • Pode ser que as mudanças tenham algum impacto nos custos dos seguros, mas pelas reportagens na fonte desse post muitas empresas não estão pretendendo mexer nos preços.

COMO CONTRATAR UM BOM SEGURO?

Se você gostaria de contratar um bom seguro de viagem com operação no Brasil e que segue as novas regras da resolução a gente recomenda a Real Seguros.

Eles são um buscador de seguros de viagem especializado e trabalham com várias empresas renomadas do mercado. A vantagem é que você consegue comparar as diferentes ofertas de preços e coberturas para a sua viagem em um único lugar para escolher o melhor custo benefício. Além de oferecerem ótimos preços eles ainda cobrem qualquer oferta.


Faça um teste agora:Seguro viagem geral 300x250

POLÍTICA DE TRANSPARÊNCIA

Alguns links desse post podem ser de afiliados da ViraVolta. Isso significa que quando você usa os serviços que recomendamos gratuitamente através dos nossos links você ajuda a manter o projeto ViraVolta vivo sem gastar nada a mais por isso. Se por muitas vezes a ViraVolta te ajudou com dicas gratuitas, essa é a sua chance de retribuir a ajuda. Nós acreditamos nesse conceito.

Fontes: R7, Viagem UOL e Folha de São Paulo

Curtiu? Então compartilha!