ENTREVISTAR ELES FOI UMA DELÍCIA E EU NÃO PARAVA DE SORRIR. A história do Bruno e da Teresa prova que nem sempre é preciso ter planejamento, que todo plano pode ser mudado, que o incerto pode nos trazer supressas maravilhosas (como um grande amor) e inesperadas e que é sempre possível viajar mais barato.

15 DIAS PARA O MUNDO

Aos 28 anos Bruno era farmacêutico, tinha uma vida tranquila, mas a sua empresa informou que ia fechar e com isso ele ganharia a grana do acerto de contas. O que ele pensou? Bom, muita gente pensaria em trocar de carro, usar na entrada para comprar uma casa, fazer uma viagem cara de férias. Mas ele não, nem teve dúvidas. Já tinha conhecido outros viajantes e saiu decidido: “com essa grana eu viajo um bom tempo”. E assim foi, após 15 dias, lá estava ele pegando seu primeiro voo, em direção a Madrid. Saiu sem lenço, sem documento, sem muito planejamento e sem data pra voltar.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

Ele passou 1 ano viajando pela Europa e Oriente Médio e visitou cerca de 11 países. O que é bem legal de observar nesse primeiro ano de viagem do Bruno é que todo viajante aprende com o tempo que é possível viajar mais barato. Ficamos mais experientes, mais confiantes e com menos medos e percebemos que ao viajar barato conseguimos prolongar mais a viagem. O quadro abaixo mostra a diferença de gasto média-dia do Bruno em 1 ano de viagem e é incrível como ele reduziu consideravelmente seus custos. No início ele ficava sempre em hostels, comia em restaurantes e pegava transporte comum e depois aprendeu que experiências como fazer o couchsurfing e pegar carona não só traziam mais aventura pra viagem como eram mais econômicas. Viu, é sempre possível viajar mais barato do que pensamos. Pra quem ainda não acredita, aí está mais uma prova viva.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

QUANDO O DESTINO MUDOU TUDO

Aos 9 meses de viagem desse primeiro ano, quando o Bruno teve que voltar para Portugal por apenas uma noite pra pegar uns documentos, ele conheceu a Teresa, que aceitou o pedido dele no couchsurfing para passar aquela noite. Uma noite de bate papo apenas, mas que marcou. Uma noite que mudaria o destino de suas vidas mais pra frente. Bruno seguiu viagem para o norte da Europa, mas por dois meses o bate papo entre eles continuava pela internet e as lembranças nos pensamentos. Quando ele estava prestes a ir pra Rússia, seu instinto bateu mais forte e o avião que ele pegou partiu na verdade pra Portugal, ao reencontro com a Teresa.

A CRIATIVIDADE QUE AJUDOU A MUDAR O RUMO DA AVENTURA

Agora que eles tinham se encontrado queriam muito continuar viajando juntos. Mas o Bruno já não tinha mais grana e a Teresa, de apenas 21 anos e estudante de farmácia, não tinha grana nenhuma. Mas foi aí que ela veio com a solução: “a gente pode tocar música pelo caminho e fazer dinheiro pra viajar”. Ele pensou: “vc ta louca! isso não funciona.”. Ela confirmou: “funciona sim. Meus pais já fizeram.” Rapaz convencido! Afinal, porque um viajante sem lenço e nem documento recusaria a proposta de viver uma aventura tão gostosa como essa?

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

Eles partiram para ma viagem teste de 5 dias por Portugal. Sairam de carona, ela com o violino e ele com o violão, tocando em praças pelo caminho. O primeiro teste foi um fracasso e eles ganhavam cerca de 4 euros em uma hora. Ficaram super decepcionados, pois com aquela grana não iam conseguir viajar muito longe. Mas quem quer realmente realizar um sonho, não desiste muito fácil e quando tudo parecia perdido, o Bruno veio com a idéia de fazer um cartaz com o mapa do mundo mostrando o que ele já tinha viajado e o que eles queriam viajar juntos, mostrando que as pessoas podiam colaborar com o projeto deles. Golpe de mestre desse Bruno. Eles começaram a arrecadar em média 70 euros por hora e az vezes chegavam a 200 euros em 1 hora. Ficaram super felizes. “Agora vai dar certo. Vamos nessa. Uhuuuu.”

E assim eles partiram, unidos pelo amor e pela música, em uma super aventura, acampando pelo caminho e tentando viajar o mais barato possível. Sairam de Portugal, cruzando a Europa, até chegar na Rússia de carona. Pegaram o trem Transiberiano, chegando em Vladivostok. Visitaram o Japão, Coréia do Sul, China, cruzando o Sudeste Asiático de Bicicleta. Mais uma aventura que não estava prevista e que trouxe bons momentos para a viagem. E depois cruzaram para o Nepal e Índia, completando 13 meses de viagem.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

VIAJAR O MUNDO PODE SER AINDA BEM MAIS BARATO

Nesses 13 meses de viagem juntos, eles gastaram 5 mil euros para os dois (R$ 15.400), tudo pago com o dinheiro arrecadado da música. Isso significa uma média-dia de 6,32 euros por pessoa (R$ 19,49 por pessoa). Ou seja, um gasto mensal de R$ 592,69 por pessoa. Quanto você gasta pagando as contas aqui no Brasil, parado no mesmo lugar, estressado, trabalhando muito e sem tempo pra você? Vai refletindo, vai refletindo.

Na entrevista o Bruno soltou uma frase perfeita pra quem acha que não tem dinheiro para viajar:

“Se você não tem dinheiro, o mais importante para viajar é a criatividade.”

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

OS APRENDIZADOS DA EXPERIÊNCIA

Para eles viajar barato traz muito mais desafios para a viagem, nos possibilita ter um contato muito maior com os locais e esses dois fatores deixam a viagem muito mais interessante. Viver tudo isso transformou suas vidas e trouxe muitos aprendizados:

  • Aprenderam a ver o mundo de uma outra forma
  • Aprenderam a encarar o dia-a-dia de forma mais leve
  • Ele aprendeu a ser mais seguro e auto-confiante no trabalho
  • Aprenderam a lidar mais com pessoas diferentes
  • Entenderam que o futuro é uma caixa de surpresas, por mais planos que a gente faça
  • Entenderam que a gente precisa de muito menos pra viver e que isso deixa a vida mais fácil

VOCÊ PODE VOLTAR UM PROFISSIONAL AINDA MELHOR

Quando o Bruno retornou da viagem ele voltou a fazer o mesmo que antes, pois ele adorava o que fazia e inclusive sentia falta de trabalhar as vezes durante a viagem. Mas a sua carreira deu um avanço inesperado e ele acabou voltando 2 posições acima da que ele tinha antes.

Essa é uma prova de que viajar o mundo não acaba com a carreira de ninguém. Viajar o mundo não vai deixar um profissional pior, muito pelo contrário, só tende a melhorar o profissional. Quando vivemos uma experiência como essa aprendemos outros pontos de vistas, abrimos nossa mente e temos a oportunidade de nos autoconhecer muito melhor. Isso não só reflete no nosso lado pessoal mas também no lado profissional.

A DICA DELES PRA QUEM TEM MEDO DE REALIZAR ESSE SONHO.

“O mais difícil é sair de casa. Tomar a decisão e colocar o sonho em prática. O resto vem sozinho. É fantástico.”

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

Bruno e Teresa são cidadãos normais como todos nós. Estudavam, trabalhavam e tinham suas vidas parados em um mesmo lugar. Mas a decisão do Bruno de partir fez com que o destino cruzasse seus caminhos e mudasse o rumo de suas vidas. Quando encontramos os dois a Teresa estava no Brasil de visita, pois ainda tinha que terminar seus estudos em Portugal. Mas o amor pela música e pela viagem que os uniu continua firme e forte e agora eles fazem planos de como vão fazer pra ficar definitivamente juntos. Essa foto abaixo resume tudo dessa incrível aventura que eles vão poder contar para os netinhos.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Histórias, Viajar barato

Dados da viagem

2 anos pelo mundo
1 grande amor
Muitas músicas tocadas
1 aventura de bicicleta


QUER SABER MAIS SOBRE SUAS HISTÓRIAS?

Créditos das fotos: Bruno e Teresa

tagged in video-destaque

Curtiu? Então compartilha!