A MAIORIA DAS PESSOAS QUE DEIXAM DE REALIZAR SEUS SONHOS VÃO TER NA SUA LISTA DE DESCULPAS ALGO RELACIONADO AO DINHEIRO. Elas insistem em afirmar que não têm dinheiro suficiente para realizar o que desejam. Pensando assim, a gente poderia dizer que as pessoas com muito dinheiro sempre realizam seus sonhos, certo? Só que não. Porque o principal fator para você atingir um sonho é a sua cabeça e não a grana. E isso ficou muito claro pra mim quando eu passei 3 dias com milionários em uma vinícola na Toscana.

No final da nossa viagem de 2 anos pelo mundo eu e o Alexis decidimos visitar amigos em Roma. Quando chegamos na casa deles eles falaram: “Olha, nesse final de semana fomos convidados para uma festa do final da colheita na vinícola de uma amigo na Toscana, vocês topam ir com a gente?”. Opa, nem pensamos 2 vezes.

Quando chegamos lá nem imaginávamos o que nos esperava. O amigo deles era dono de uma vinícola que ocupava um monte inteiro na Toscana e que lá no alto tinha uma vila do século XVII, com 11 suítes, salas e mais salas com paredes grossas, lareiras e uma decoração de época que me fez sentir em um Museu. Um porão medieval guardava anos e anos de vinhos preciosos da vinícola. Do alto do morro a gente tinha uma vista linda para a Toscana e para cidade de San Giminiano. A gente nem conhecia ele, mas ganhamos uma suíte enorme só pra gente. Quem vai reclamar né?

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Rico ou pobre, dinheiro
ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Rico ou pobre, dinheiro

Eram cerca de 20 pessoas participando do final de semana festivo. Todos milionários, com exceção de mim e do Alexis, claro e dos nossos amigos, que não chegam a tanto. A maioria filhos de milionários que não trabalhavam e viviam da renda das fortunas de suas famílias. Alguns eram de outros países. Uns trabalhavam em Hollywood e viviam no círculo de Brad Pitt, Di Caprio e por aí vai. Tá conseguindo imaginar a cena?

O final de semana tinha tudo pra fazer a gente se sentir como peixes fora d’água. Mas uma coisa incrível aconteceu. Apesar de sermos os pérrapados do cenário todos ficaram super interessados com as nossas histórias. Eles estavam impressionados que a gente tinha viajado o mundo por 2 anos. Sempre tinha alguém querendo saber mais e fazendo mil perguntas e isso fez a gente se sentir à vontade. Eles não entendiam como a gente tinha conseguido viajar por tanto tempo e no final achavam que nós é que éramos os milonários! Oi? Peraí?

Foi nesse momento que eu comecei a me perguntar: “Mas eles têm toda a grana do mundo? Muitos nem trabalham, então têm tempo. Porque realizar isso parece tão impossível ou complicado pra eles?”

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Rico ou pobre, dinheiro

A adega cheia de vinhos preciosos

Agora vamos imaginar o estilo de vida desses caras. Eles só comem em restaurantes caros e devem gastar fácil uns 150 dólares por cabeça, isso se não resolverem pedir bebidas milionárias. Quando viajam ficam em hotéis que custam mais de 2.000 dólares a diária. Eles compram e consomem o que querem sem nem pestanejar. E eles usam drogas o tempo todo. Cheiram o dia inteiro, até mesmo uma paradinha de carro a caminho do restaurante pra dar um tapa porque não rola esperar muito tempo (história real). E essa parece ser uma parte muito excitante da vida deles. Faz as suas contas… Realmente parece bem cara essa brincadeira de viajar o mundo e mesmo com muito dinheiro seria difícil realizar.

O problema das pessoas com muito dinheiro é que elas estabeleceram um padrão de vida tão elevado e criaram uma lista tão gigantesca de “necessidades básicas”, que fica quase impossível para eles realizar um sonho que os tire dessa realidade. Talvez, esse milionário sonhe em viajar o mundo, mas não consegue deixar a sua zona de conforto e abrir mão de todas essas exigências, e pode passar sua vida inteira sem realizar o que quer de verdade.

O pobre está no outro extremo da situação. Ele está a cada mês lutando para pagar as suas contas e sobreviver, e realizar qualquer coisa além disso parece humanamente impossível pra ele. Mas no final, seja rico ou pobre a sensação de não conseguir realizar é a mesma e os dois se auto privarão de realizar seu sonhos pela questão financeira.

O problema aqui são os extremos. Tudo fica mais complicado nos extremos, seja pra mais ou pra menos. Mas sempre vamos ouvir histórias de pessoas dos extremos que conseguiram certo? O cara da rua que lutou muito e conquistou tudo o que queria e o cara milionário que não deixou a sua vida deslumbrada o impedir de realizar um sonho de vida mais simples. Porém, de fato eles são minorias.

Eu posso afirmar que a grande maioria (97%) dos viajantes do mundo que cruzaram o nosso caminho não estavam nesses extremos. Eles nem eram muito ricos e nem muito pobres. Eles estavam na coluna do meio. Nunca tiveram dinheiro sobrando, mas sabiam que se esforçando conseguiriam realizar a experiência de viajar o mundo dentro do seu bolso.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Rico ou pobre, dinheiro

Comendo as uvas na vinícola privada. E eu não precisei viajar caro para viver essa experiência.

Então eu aproveito então para deixar um alerta! Se o seu plano era ficar milionário para daí realizar seus sonhos… Cuidado! Essa estratégia pode ser bem furada. Por isso eu reafirmo aqui, não é o dinheiro que vai fazer a diferença para você realizar o seu sonho, é apenas a sua cabeça. Nada mais. Só você pode acreditar e se comprometer com o seu sonho.

Não tem dinheiro? Dá um jeito de conseguir. Tá difícil de conseguir? Dá um jeito de fazer com menos dinheiro. Não importa a situação sempre tem uma solução. Você só precisa aprender a sair da sua zona de conforto.

Vai que dá!

Curtiu? Então compartilha!