VOCÊ NÃO SE ACHA CRIATIVO? MAS ACREDITE, ISSO NÃO É VERDADE. VOCÊ SÓ ESTÁ FAZENDO AS COISAS DA FORMA ERRADA. Todos nós temos potencial criativo, a questão é como explorar esse potencial.

Eu falo por experiência própria. Eu nunca me achei muito criativa. Achava que eu não conseguia pensar fora da caixa e que minha personalidade super lógica me atrapalhava nesse sentido. Depois de viajar 2 anos pelo mundo meu potencial criativo surgiu com uma força, que eu parecia nem saber de onde via. Meu cérebro nunca ficou tão ativo e muitas vezes me sentia cansada de tantas idéias que eu tinha.

Mas porque na viagem isso aconteceu de forma tão fácil? Simples. Viajar o mundo deixa mais criativo. Afinal viajar por longo prazo proporciona dois elementos fundamentais para a criatividade: tempo x estímulo.

ESTÍMULO

Enquanto você estava aqui na sua rotina vendo todo dia o mesmo caminho, os mesmos prédios, o mesmo cenário… Interagindo com a mesma cultura, com as mesmas pessoas…. Eu, durante 2 anos de viagem, estava quase todos os dias vendo um cenário diferente, com cores e texturas diferentes, vendo pessoas fazendo as mesmas coisas de forma diferente, conhecendo outros estilos de vida, interagindo com pessoas de culturas, crenças e idéias completamente diferentes.

Agora imagina quanta informação o meu cérebro não estava recebendo todos os dias. Eu tinha estímulos de sobra. Quase todos os dias estímulos diferentes que me faziam observar, repensar, refletir, reavaliar… E aos poucos iam abrindo os meus horizontes, ampliando a minha visão e acessando partes do meu cérebro que eram pouco exploradas.

TEMPO

Somado a tudo isso, pela primeira vez em muitos anos na minha vida, eu tive T-E-M-P-O. Sério, esse é um conceito que a maioria das pessoas na vida louca do dia-a-dia já nem entende mais. As pessoas não têm tempo para os amigos e família, para fazer exercícios, para comer bem… Quem dirá para ser criativo.

Mas na viagem, eu tinha todo o tempo do mundo. Pra fazer o que eu quisesse. Para dormir, para bater papo, para visitar lugares, para ficar horas refletindo, para passar quanto tempo eu quisesse observando uma coisa. E esse tempo adicionado ao estímulo intenso que eu tinha ativou o meu potencial criativo.

Aqui, na rotina da sua bolha, se você fica parado na sua mesa do trabalho olhando para o nada provavelmente vão dizer que você não está trabalhando, que você não é produtivo. Mas esse tempo de serenidade e reflexão é importante para a criatividade.


Você poderia explorar o seu potencial criativo aqui, na sua bolha? Com certeza, mas o empenho deve ser muito maior. Você vai precisar encontrar tempo na sua vida louca e se forçar a criar estímulos que te tirem da sua caixa. Quando viajamos o mundo por longo prazo, isso acontece de forma natural. Pois você vai estar diariamente lidando com realidades totalmente contrastantes à sua e vai poder administrar o seu tempo da forma como você quiser.

7 dicas para estimular o seu potencial criativo:

1- Quebre a sua rotina – tente fazer as coisas de uma forma diferente. Você vai sempre pro trabalho de carro, tente ir de bicicleta. Você sempre almoça em restaurantes, tente comprar um lanche e comer sentado na grama de um parque. Você adora ir ao shopping no final de semana, experimente fazer uma caminhada na natureza.

2- Pare de focar nos problemas – toda vez que você tiver um problema pense em pelo menos 10 possibilidades diferentes para resolver, como se ele fosse um problema novo (mesmo que ele já tenha ocorrido outras vezes antes) esquecendo a forma padrão de como as pessoas costumam resolver aquilo. Acredite, o mundo tem infinitas possibilidades e existe sempre um nova forma para se fazer as coisas.

3- Experimente fazer o que você acha que não é capaz – nós concluímos que não gostamos disso nem daquilo, que não conseguíramos fazer essa ou aquela coisa… Mas na maioria das vezes julgamos sem tentar. Experimentar essas coisas vai te trazer novas descobertas, vai desenvolver suas habilidades e vai ajudar a ampliar a sua visão.

4- Aguce o seu olhar – tente mudar o seu olhar no dia-a-dia. Ao invés de fazer seu caminho diário sem prestar muita atenção como se você já conhecesse tudo, faça esse mesmo caminho com mais calma tentando observar cada detalhe: como são as árvores no caminho, como as pessoas estão agindo à sua volta, as cores dos prédios, os detalhes no chão e nas paredes. Tenho certeza que você vai notar coisas que nunca tinha visto antes.

5- Seja curioso – converse com as pessoas, mesmo aquelas que você não conhece, pergunte sobre tudo, olhe mais de perto. Já dizia Maria Montesori, “a curiosidade é o impulso para aprender”. Por isso crianças são tão criativas. Elas são super curiosas.

6- Se conecte a pessoas diferentes de você – é comum termos amigos que combinam e pensam como a gente. Mas é quando interagimos com pessoas que pensam completamente diferente que exploramos outras perspectivas.

7- Crie tempo – você precisa encontrar tempo para fazer novas coisas, se descobrir, aprender, se divertir, interagir… Tempo é uma das coisas mais preciosas na vida.

Mas além de tentar fazer tudo isso eu também iria viajar o mundo. Afinal, é super divertido e vai ser uma das experiências mais incríveis que você vai viver na sua vida. E na volta, você vai estar bem mais criativo.

Deepak Chopra disse um frase que eu adoro:

“Ao invés de pensar fora da caixa, se livre da caixa.”

Vai que dá. Viajar o mundo por longo prazo é mais fácil do que você imagina.

Quer saber mais sobre longas viagens pelo mundo?

Por que você deveria viajar o mundo?
Quanto custa viajar por 1 ano?
Como planejar um longa viagem?

Curtiu? Então compartilha!