QUANTAS MULHERES DESISTEM DE VIAJAR O MUNDO POR MEDO DE IR SOZINHA? NÃO DEIXE ISSO TE IMPEDIR. Sempre existem formas de se fazer com mais segurança. Seria uma pena você deixar de viver essa incrível experiência por isso. Então não deixe de ver essas dicas.

Eu sempre gostei de viajar sozinha também e na maioria das vezes me senti bem segura. Durante a minha viagem de 2 anos pelo mundo fui acompanhada, mas encontrava muitas mulheres viajando sozinhas e todas estavam maravilhadas e nunca colocaram a segurança como um problema que as impedisse de continuar.

Já falamos sobre os paradigmas de segurança antes. Mas para ajudar a abrir a sua mente, convidei a Carol Moreno, do blog Mochilão Trips, para passar umas dicas e contar um pouco sobre a sua experiência. Ela viajou sozinha aos 34 anos por 404 dias, visitando 22 países. Dentre eles, 2 países que muitas mulheres ficariam com medo de ir sozinhas, a Índia e o Irã.

Veja o texto da Carol Moreno:
_________

É bem normal ter aquele medinho quando você vai viajar sozinha pela primeira vez. Dá uma insegurança mesmo não saber se vai dar conta dos desafios de estar sozinha numa trip. Mas a boa notícia é que não é tão difícil quanto parece, e o jeito de perder o medo é só se jogando na estrada mesmo!

Hoje sou uma guria que viaja. Sozinha. Independente. Que cai na estrada. Que faz muito mais do que planeja. Que pega carona. Que conversa com todo mundo. Que dorme ao relento. Que dá risada. Que dança. Que tem um monte de amigos homens. Que fala besteira. Que se diverte. Que não tem frescura. Que vive como se não houvesse amanhã.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mulheres Viajando SozinhasFui sozinha pra Índia. Os indianos me encararam sem parar. Passei por situações constrangedoras. Passaram a mão na minha bunda. Tive medo de sair sozinha à noite. O problema é que o sexo é assunto super reprimido por lá, nem marido e mulher conversam sobre isso, e aí eles vêem as estrangeiras como uma oportunidade pra fazer o que não fazem em casa… Mas dá, sim, pra viajar sozinha na Índia! Foi o país mais incrível da minha viagem, e tive uma experiência inesquecível.

Fui sozinha para o Irã. Mesmo com tudo mundo me mandando tomar cuidado. Com todos achando que lá só tem terroristas pelas ruas. E me deparei com um dos povos mais simpáticos do mundo, que me receberam como membro da família. Mesmo não sendo muçulmana. Mesmo sendo mulher. Mesmo viajando sozinha. Também foi um dos lugares em que me senti mais segura! Claro que você tem que seguir as regras, cobrindo o cabelo e as curvas, mas se adaptando a isso, é bem tranquilo viajar sozinha por lá.

Descobri que nós, mulheres, somos muito mais forte do que achamos. Temos medo de viajar sozinhas porque nunca experimentamos. Achamos que vamos nos sentir solitárias. Suscetíveis. Perdidas. Um alvo fácil. Que teremos medo. Que não vamos saber resolver as coisas. Ledo engano.

Somos definitivamente muito mais fortes do que acreditamos. Temos poder. Fomos criadas acreditando que devemos ser a mocinha da história. Aquela que sofre, chora, senta e espera o príncipe encantado chegar. Aquela que na situação de perigo fica só gritando desesperada, esperando que alguém a salve. A gente cresce envolvida nesses contos de fadas, nesses filmes românticos, e acaba acreditando que a realidade também é assim. Mais um engano.

Podemos fugir desse clichê e viver todos os sonhos que queremos de verdade, mesmo que seja para passar pela experiência sozinha.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mulheres Viajando Sozinhas

Dicas de segurança para mulheres viajando sozinhas:

  • Sempre alerta: quem é brasileira já tá careca de saber como se cuidar – infelizmente o Brasil não é nada seguro, né? O que acontece quando a gente viaja é que às vezes a gente relaxa demais, e baixa a guarda, e é aí que coisas ruins podem acontecer. A dica é ficar sempre alerta, pra não dar bobeira.
  • Comportamento: não use roupas que realcem ou mostrem muito do corpo (pra que provocar, né!). Respeite a cultura local, se adaptando a ela. Use roupas adequadas à cultura, como é o caso na Índia e no Irã, e conheça as regras de comportamento para não agir de uma forma que ofenda a cultura. Você sempre pode ser simpática, mas não dê espaço para gracinhas e deixe clara a sua postura.
  • Se-pa-re: nada de deixar toda a grana, cartões e documentos guardados no mesmo lugar – se alguém te roubar, vai levar tudo e te deixar na maior furada. A melhor coisa é dividir as coisas em estojinhos separados, e guardar em diferentes locais na mochila. E guardar sempre na mochila de ataque ou bolsa, nada de colocar na mochilona que vai no bagageiro.
  • A tiracolo: um item que acho bem bacana pra usar durante o dia a dia, andando nas ruas, em uma trip, é uma bolsa cruzada. Como ela fica na frente do corpo, você tem mais segurança do que com uma bolsa pendurada só no ombro. Uma mochila pequena também pode ser uma boa solução.
  • A noite é uma criança: uma das desvantagens de viajar sozinha é na hora de sair à noite – quer queira quer não, mulheres andando sozinha à noite acabam sendo um alvo fácil. O ideal é evitar andar sozinha quando for muito tarde ou se informar antes pra saber se tem ruas que é melhor evitar. Eu sempre procuro sair com a galera que conheço nos hostels e hospedagens.
  • Deslocamentos: se você precisa fazer algum deslocamento terrestre, noturno ou não, em regiões em que você não se sente segura sozinha, você sempre pode encontrar pessoas em hospedagens e hostels para fazer o deslocamento com você. É comum encontrar muitos viajantes indo para o mesmo caminho, então tente conciliar com o deslocamento deles.
  • Vou de carona: pegar carona é um assunto que rende um monte quando se fala em segurança! Claro que pegar carona nunca vai ser 100% seguro, mas o que nessa vida é, não é mesmo? Algumas dicas pra diminuir o risco são: siga as dicas de comportamento, deixe claro com tua postura que você tá ali apenas pra pegar carona e use e abusar do teu instinto – se sentir uma vibe ruim quando o motorista parar, inventa uma desculpa e não pega carona (é difícil a intuição feminina falhar)!
  • Couchsurfing: muitas meninas têm medo de fazer Couchsurfing quando viajam sozinhas, mas é da pra diminuir possíveis riscos. Algumas dicas são: escolher um host que tenha muitas referências boas, conversar bastante com a pessoa antes de confirmar a hospedagem, checar o perfil dela em outras redes sociais, e mais uma vez abusar da intuição feminina! Outra coisa que você pode fazer é dar prioridade pra se hospedar em casas de famílias, ou casais (é possível encontrar mulheres sozinhas também, mas tem muito mais homens do mulheres no CS)!

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mulheres Viajando Sozinhas

CAROL MORENO

Carol Moreno é blogueira, publicitária, viajante viciada assumida, amante de aventuras, cantora de chuveiro e mochileira incorrigível, disposta a passar por muitos perrengues pra viajar gastando pouco. Fez a volta o mundo em 2014 e escreve o blog Mochilão Trips desde 2009. FB

 
_________

Todos nós podemos aprender a superar nossos medos e a melhor forma de fazer isso é vivendo a experiência. A segurança é construída dia-a-dia, durante a viagem, com cada novo aprendizado na prática. Mas a sensação mais gostosa é descobrir que você é capaz após ter vivido toda a experiência. Não tenha medo de viajar o mundo sozinha. Vai que dá!

VOCÊ É MULHER E TEM RECEIO DE VIAJAR O MUNDO SOZINHA? ENTÃO PARTICIPE DO ENCONTRO DA VIRAVOLTA QUE VAI DEBATER ESSE TEMA.

A Angelina Yamada vai ser a minha convidada especial nesse encontro. Saiba mais e se inscreva aqui.

Gostaria de ver mais dicas sobre segurança? Não deixe de ler mais aqui.

Curtiu? Então compartilha!