ADORAMOS DISCUTIR SOBRE ESTE TÓPICO. Porque sempre ficamos impressionados como as pessoas acham que os outros países são super perigosos. As pessoas são cheias de vontade de realizar coisas na vida e na maioria das vezes não realizam por medo. Mas seria uma pena deixar de experimentar o mundo por receios de insegurança. Pois bem, vamos mostrar que o mundo é muito mais seguro do que você pensa e vamos passar as principais dicas para você não cair em roubada.

DICA #1: A INSEGURANÇA ESTÁ NA SUA CABEÇA
DICA #2: DICAS PARA SE MANTER SEGURO NA ESTRADA
DICA #3: SEGURO PARA EQUIPAMENTOS E ITENS DE SEGURANÇA

Você olha a televisão e só vê notícias trágicas, violência e etc… Não só do Brasil, como do mundo todo. E daí, você que não tem muitas informações sobre aquele país, conclui que ele é super perigoso baseado em apenas uma informação! Ou ouviu a história terrível de um amigo em uma viagem de férias no país X. Milhões de turistas visitam o país X todos os anos, mas você decidiu que ele é perigoso por causa de uma única história. Isso faz sentido? Nenhum.

A edição da revista Super Interessante de Abril/2014 teve uma matéria de capa sobre o medo e colocou os seguintes pontos sobre a mídia:

  • Vivemos num mundo onde somos convocados a sentir medo. Na mídia, é como se estivéssemos em perigo constante, podendo ser assaltado em cada esquina.”, diz Luís Fernando Saraiva, do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo. (pág. 45)
  • Medo de Crime: Já reparou como a TV e os jornais estão cheios de notícia sobre violência? É que esse tipo de coisa ativa a parte primitiva do cérebro – e tem um poder fortíssimo de chamar sua atenção. Mas também faz sentir que o mundo é mais violento do que realmente é. Evite consumir esse tipo de informação. (pág. 44)

Vamos analisar fatos. A UNODC (United Nations Office on Drugs and Crimes) efetivou um estudo em 2012 que registra as taxas de homicídio intencional (referidas na tabela abaixo como TH) de 219 países do mundo:

ViraVolta: Segurança - Positivo X Negativo

Um outro estudo feito pela ONG Social Progress Imperative que analisa os índices de qualidade de vida em 132 países, mostra os índices de segurança pessoal por país, e o Brasil aparece como o 11º país mais inseguro do mundo.

Baseado nos dados das duas pesquisas acima, se você mora no Brasil, o seu nível de insegurança já é maior que em 92% dos outros países do mundo. Então porque você não se sente inseguro morando no Brasil mas tem medo de visitar um país que “considera inseguro”? Simplesmente porque aqui você conhece a sua cidade, o seu bairro, a sua cultura, a sua rotina, e porque afinal as chances de acontecer são pequenas. E é esse conhecimento que gera uma sensação de mais confiança. É a famosa zona de conforto.

A questão é simples. As pessoas têm medo do desconhecido. O desconhecido é que gera a insegurança. A insegurança gera o medo. O medo trava as pessoas. Então o que você precisa fazer é ganhar mais confiança e acreditar que existem mais pessoas boas no mundo do que ruins.

Acidentes ou incidentes podem acontecer em qualquer lugar. Quando você estiver indo para o trabalho, ao lado da sua casa e até mesmo nos lugares onde você se sente mais seguro. Mas as chances de acontecer são pequenas. É uma questão de estar no lugar errado e na hora errada, seja aqui no Brasil ou em qualquer outro lugar do mundo. É claro que você não devia se enfiar em um país que está em guerra. Mas fora isso você poderia visitar qualquer outro lugar no mundo. Aprenda as dicas de segurança que vamos passar no próximo item, use o bom senso e tenha um pensamento positivo com responsabilidade, para que você possa curtir a sua vida sem ficar travado pelo medo.

Nós viajamos por dois anos e visitamos 44 países. Todos os países que tínhamos uma imagem ruim na cabeça superaram as nossas expectativas e raramente nos sentimos inseguros. Dos 20 países indicados no estudo com maior taxa de homicídio intencional nós visitamos 6: Honduras (com a maior taxa do mundo), Belize, El Salvador, Guatemala, África do Sul e Colômbia. E moramos em 1 deles, o Brasil (18º). Nunca sofremos nenhum tipo de violência e tivemos experiências maravilhosas.

O mundo é sim mais seguro do que você imagina. É o sensacionalismo da TV e a nossa ignorância que fazem nos sentir inseguros. Não seja influenciado por informações negativas somente e abra a sua mente para descobrir o mundo sem criar preconceitos infundados de lugares desconhecidos. Você vai se surpreender positivamente. Nós garantimos.

O que mais acontece com turista é furto, que são mais comuns em estações de ônibus e nos transportes. Também existem outros tipos de violência, que já são mais incomuns, e golpes clássicos, que variam de um país para o outro. Mas a maioria das vezes esses problemas acontecem por falta de atenção e de cautela dos próprios turistas, que dão uma chance para o pior acontecer. Os criminosos são oportunistas e sempre atacam os que parecem mais distraídos e vulneráveis. Conheça as principais dicas para evitar problemas e fique ligado.

Saiba onde você está pisando

Evite países em guerra, claro, e conheça as regiões de um determinado país que possam estar em conflito ou apresentar maior risco. Muitas vezes um país é considerado muito perigoso por um problema em uma região especifica, mas isso não quer dizer que o país não deve ser visitado. Como é o caso da região de produção de cocaína na Colômbia, da região de guerra do tráfico no México e muitos outros casos.

Se você se sente muito inseguro com relação a um país o melhor é conversar com outros viajantes que já passaram por lá. É muito comum encontrar viajantes que estão indo na direção oposta à sua e trocar figurinha com eles é ótimo pra pegar dicas e te dar mais confiança com dúvidas no seu roteiro.

Dicas básicas

  • Carregue todos os seus itens de valores em uma mochila pequena, jamais na mochila grande. E ela deve ter sua atenção o tempo todo.
  • Evite levar o passaporte com você todos os dias. É melhor deixar ele guardado em um local seguro na sua hospedagem.
  • Em dias de deslocamento de uma cidade para a outra leve seu passaporte, dinheiro e cartões dentro do porta dinheiro de cintura.
  • Não carregue todos os cartões de crédito e débito com você. Deixe alguns junto ao passaporte na sua hospedagem. Se você for roubado não vai ficar sem nenhum cartão.
  • Tenha todos os seus passaportes e documentos escaneados no seu e-mail, nuvem e computador. Em caso de roubo, vai facilitar sua vida.
  • Fique atento na hora de sacar dinheiro em caixas eletrônicos. Evite sacar à noite, use caixas em áreas movimentadas, dentro de bancos ou em centros comerciais. Fique de olho se tem alguém te vigiando.

Dicas para evitar furtos

ViraVolta: Como evitar furtos
Dicas para evitar problemas mais graves

  • Respeite os costumes locais, saiba como tratar as pessoas conforme os padrões da cultura (principalmente as do sexo oposto) e se vista adequadamente. Evite que haja mal entendido com relação às suas ações.
  • Não aceite bebida de estranhos e nem deixe o seu copo de bebida aos cuidados de estranhos ou você pode acabar sendo dopado por um “boa noite cinderela”. Muitos casos de estupro e roubo acontecem por isso.
  • Não experimente drogas com pessoas desconhecidas. Você não conhece a fonte das drogas e nem os efeitos que ela pode causar e pode se colocar em uma situação extremamente vulnerável. Se fizer, faça de forma responsável.
  • Não fique super bêbado em uma festa/balada, principalmente se você estiver sozinho. Você vai ficar bem mais vulnerável.
  • Evite andar sozinho à noite e em locais estranhos. Sempre pergunte em sua hospedagem sobre as áreas de maior risco da cidade.
  • Se você tem receio de fazer um deslocamento entre duas cidades sozinho, busque por outros viajantes na sua hospedagem que pretendem fazer o mesmo trajeto para se juntar a você.
  • Não se envolva em brigas e discussão pesada. Afinal você não conhece bem a cultura do país e nem o nível de agressividade das pessoas.

Dicas para evitar golpes

Cada país tem uma lista de golpes clássicos a turistas. Leia nos guias de viagens e na internet as práticas mais comuns com relação à golpes e fique esperto.

Conhece o ditado “Pobre quando vê muita esmola desconfia”? Se tem uma pessoa, agência ou instituição com uma oferta imperdível e fora do normal, antes de aceitar se informe com outros viajantes, na internet, etc… Nós adoramos pagar menos mas cair em furada não é nada legal.

Assalto à mão armada

Esse é provavelmente o tipo de crime que os viajantes mais temem, afinal seria terrível perder todos os seus pertences, inclusive as preciosas fotos da sua viagem, além do passaporte e outros documentos importantes. As chances de acontecer são pequenas e elas são imprevisíveis. Se acontecer foi o lugar errado, na hora errada. A vida é assim. Jamais reaja a uma tentativa de assalto à mão armada, pois as suas coisas de valor não valem mais do que a sua vida. Depois de viajar pelo mundo você vai descobrir que pode viver muito bem sem elas e pelo caminho você encontra muitas oportunidades de conseguir o que precisa mais barato.

Se um incidente como esse acontecer com você não desanime e nem fique traumatizado a ponto de querer parar a viagem. Dê um tempo para o seu corpo se recuperar e digerir o que aconteceu, coloque a sua cabeça em ordem e quando você estiver mais tranquilo vai poder tomar melhor essa decisão. Aliás, nunca tome decisões importantes em momentos de estresse, pois nunca serão boas decisões.

FICA A DICA

Depois de alguns dias em um mesmo lugar, se nos sentimos seguros é normal que a gente comece a ficar relaxado, principalmente após tantos meses viajando. Mas nunca baixe a guarda, é justamente quando você se sente mais seguro, que a atenção cai e as chances de algo acontecer aumentam.

Seguro para equipamentos

Nós viajamos por 2 anos e nunca tivemos nada roubado ou furtado. Sempre fomos cautelosos e aplicávamos os cuidados que indicamos no item anterior. Mas infelizmente a chance de ser roubado, apesar de pequena, existe. Pra quem viaja com equipamentos mais caros, como câmeras profissionais, lentes extras, laptop caro, o ideal é fazer um seguro. Ainda mais se você trabalha durante a viagem, pois vai precisar repor tudo com uma certa agilidade.

Existem seguros de viagem com a opção de incluir os equipamentos, mas geralmente é limitado a um valor de US$ 500 a 1.000, o que não cobriria itens de alto valor. Por isso, o ideal é fazer um seguro específico de equipamentos portáteis, que custam cerca de 10 a 15% do valor do bem segurado.

Após muitas pesquisas entendemos que somente empresas brasileiras podem fazer esse seguro para os residentes do Brasil, então você não vai poder orçar com empresas de fora. Checamos com duas empresas muito boas dos EUA (Trip Insurance) e da Inglaterra (Photo Guard) e eles só fazem o seguro para residentes do país deles. Aqui no Brasil a única empresa que oferece seguro para equipamentos portáteis com opção internacional é a Porto Seguro. Entenda um pouco mais sobre o seguro:

ViraVolta: Seguro Porto Seguro

Antes de contratar o seguro:

  • Se certifique de como funciona o sistema de reembolso (seguindo o processo on-line ou via e-mail de qualquer lugar do mundo).
  • Investigue bem como funciona o sistema de franquia.
  • Leia atentamente o contrato padrão para entender o que não é coberto.
  • Lembre-se de escanear as notas fiscais e o número de série de todos os seus equipamentos segurados. Geralmente isso é exigido na hora da contratação do seguro ou da contestação.
  • Atenção, incidentes/acidentes por descuido do usuário não são cobertos.

Itens de segurança

Conheça também alguns itens que vão poder ajudar na sua segurança durante a viagem:

ViraVolta: Itens de segurança

Consciente sim, neurótico não

Todas essas dicas são para te deixar consciente e não para te deixar neurótico. Afinal as chances de acontecer o pior são muito menores do que a de só acontecer coisas maravilhosas. Você só precisa ser cauteloso para evitar o desnecessário. Não deixe de ler os posts dessa seção com mais dicas sobre segurança e leia também os próximos capítulos e vamos tirar todas as suas dúvidas.

Existe alguma dúvida que ainda não conseguimos responder?Então deixe um comentário lá embaixo da página e contribua para melhorarmos o conteúdo. Vamos esclarecer tudo. A sua dúvida pode ser a dúvida de outros viajantes. Colabore!

ÚLTIMOS POSTS

Um guia completo para planejar sua longa viagem pelo mundo.

Curtiu? Então compartilha!

O que você acha? Escreve aí pra gente!