O Argus é um arquiteto mineiro de 39 anos que trabalhava com construção e um dia decidiu viajar o mundo 3 anos e meio, mesmo sem ter a grana. Sua história sempre me encantou e eu estava muito ansiosa pra conhecer ele pessoalmente. Afinal, já faz 9 anos que ele voltou da viagem e eu sempre me perguntei se era possível guardar todos os aprendizados e sensações de uma experiência tão intensa como essas depois que voltamos para a loucura da nossa sociedade. Sai da conversa com o coração radiante.

A PROVA DE QUE É POSSÍVEL VIAJAR COM MUITO POUCO

Quando decidiu fazer a viagem, em 2001, ele tinha apenas 25 anos e nenhum dinheiro no bolso. Mas isso nunca o fez desistir do sonho. Ele estava determinado a fazer com ou sem dinheiro e então surgiu a grande idéia de fazer de bicicleta, o que deixaria tudo bem mais barato.

A falta de dinheiro também estimula a criatividade e só quem fica sentado no sofá reclamando da vida não encontra soluções. Para custear sua viagem ele criou um projeto que se chamava “Pedalando e educando”, onde ele passava por escolas no seu caminho ensinando história e geografia dos países que já tinha visitado. Com isso ele conseguiu o patrocínio de 3 empresas que gerava 300 dólares por mês e ainda se sentia útil para a humanidade. Combinação perfeita.

Perfil: Argus Caruso

Na média ele gastava 500 dólares por mês. Bem menos do que ele gasta parado no Rio de Janeiro atualmente. Mas ele alerta, viajar barato é uma arte e demanda disposição. Em contrapartida, pra ele, viajar dessa forma trouxe experiências maravilhosas para a sua aventura e foi uma oportunidade fantástica de interagir com os locais e de novos aprendizados.

COMO ASSIM LARGAR TUDO?

“Sempre vejo pessoas que sonham em viajar o mundo e ficam com medo de ‘largar tudo’. Mas eu vivo me perguntando: largar tudo o quê?” O Argus deu uma das melhores respostas que eu já vi. Na visão dele, ele nunca largou tudo, ele apenas se proporcionou uma oportunidade para aprender muito mais, inclusive sobre a sua profissão. E isso só gerou bons frutos no futuro.

O MEDO E A CORAGEM

Quando perguntei sobre os medos ele disse: “O medo sempre existe, mas ele não pode nos frear ao ponto de impedir a realização de nossos desejos e sonhos, ele apenas conscientiza.” Ele se jogou no mundo sozinho de bicicleta sem ter nenhum preparo físico ou experiência e garante que depois que vivemos a aventura aprendemos que o medo é criado pela nossa imaginação e pela mídia. No segundo dia de viagem ele tomou o maior e pior tombo de toda a trajetória, o que poderia ter acabado com a viagem, mas mesmo assim ele não desistiu.

Perfil: Argus Caruso

Após ter vivido tudo isso ele se sente muito mais corajoso. E eu entendo exatamente o que ele está falando. Viver essa experiência de experimentar o mundo te enche de coragem, mesmo que você já tenha um quê dela.

OS APRENDIZADOS DA EXPERIÊNCIA

Viajar com tão pouco foi um desafio que impactou a forma de pensar. Quando voltou levou um tempo para se readaptar novamente, mas hoje ele se sente um cara “normal” (diz ele fazendo o gesto de entre aspas com as mãos), mas 9 anos após ter voltado, ele ainda carrega forte com ele todos os aprendizados da sua aventura e tenta aplicar ao máximo em sua vida.

  • Ele reduziu muito os seus medos e se arrisca mais na vida
  • Agora acredita que tudo é possível, é apenas uma questão de determinação
  • Aprendeu a valorizar mais a simplicidade
  • É bem mais consciente da sua alimentação e saúde
  • Entendeu que o mundo não é perigoso
  • Aprendeu a viver com menos e a não acumular coisas supérfluas

Pra ele é impossível viver uma experiência como essa e não se transformar e mesmo após tanto tempo ele continua desapegado e nada consumista. Na sua casa não tem TV e programa de shopping é uma coisa que ele não faz.

UM MUNDO DE OPORTUNIDADES

Ter vivido essa experiência mudou a trajetória da sua vida e abriu muitas portas no futuro. Ele lançou o seu livro “Caminhos”, fez várias exposições e palestras, conseguiu ótimas oportunidades de trabalho na sua carreira e atualmente está trabalhando no projeto de uma bicicleta a vela anfíbia e foi convidado pela prefeitura de Niterói para coordenar o projeto Niterói de Bicicleta. É, pelo visto sua vida continua cheia de aventuras e é isso que deixa a vida empolgante.

UM CONSELHO PRA QUEM ESTÁ PRECISANDO DE CORAGEM

Se você quer fazer mas tem medo ele garante que você não vai se arrepender. Se você quer fazer de bicicleta mas não tem experiência ele garante que não é necessário e que qualquer um pode fazer. Se você tem medo de destruir a sua carreira ele diz para você não se preocupar, pois vai voltar um profissional melhor.

Perfil: Argus Caruso

Argus é mais um cara como todos nós, que estava levando a sua vida, mas que um dia decidiu viver uma aventura única pois acreditava que isso só ia trazer bons aprendizados. Ele não era rico, nem milionário, muito pelo contrário. Mas encontrou uma forma de realizar o seu sonho ao invés de ficar apenas sonhando.

Dados da viagem

3 anos e meio pelo mundo
28 países visitados
35 mil km rodados
pernas mais saradas


QUER SABER MAIS SOBRE ELE E SUAS HISTÓRIAS?

  • Site do Argus: arguscaruso.com.br
  • Não deixe de ler o livro: Caminhos – Volta ao Mundo de Bicicleta

Créditos das fotos: arguscaruso.com.br

Curtiu? Então compartilha!