VIAJAR O MUNDO NÃO VAI ACABAR COM A SUA CARREIRA. MUITO PELO CONTRÁRIO, PODE COLABORAR. Muitas pessoas que sonham em viajar o mundo vão deixar de viver essa incrível experiência pois acreditam que isso poderia acabar com suas carreiras. Entendemos que muitas pessoas se preocupam a questão profissional na volta e para ajudar nesse assunto decidimos chamar um especialista pra te mostrar como você poderia abordar a viagem no seu currículo.

Pedimos ao Paulo Moreno, autor do blog RH do Moreno e profissional experiente de RH, que passasse dicas de como abordar a viagem no currículo de forma positiva e construtiva.

TEXTO DO PAULO:

Alguns ainda acreditam que falar 3 ou 4 línguas, fazer uma apresentação perfeita no power point, comprar alguns imóveis, ter 2 ou 3 filhos, mostrar para todos no facebook a família Doriana e fazer check in na Disney todo fim de ano é o belo retrato da felicidade.

Mas, algumas coisas estão mudando… Nos meus últimos 5 anos, trabalhei em 3 empresas diferentes e pude ver pelo menos 10 profissionais pedindo demissão para fazer algo diferente – ou profissionalmente, ou simplesmente para tirar um ano sabático e sair para viajar, conhecer o mundo.

E isso tem se tornado cada vez mais comum no mundo de hoje, se abdicar de grande parte do conforto em busca do que te faz feliz de verdade. Mas depois que você viaja pelo mundo e retorna, muitos preferem repensar os projetos de vida, mudar de carreira, abrir alguma coisa própria, mas também existem os que querem voltar ao mercado de trabalho.

Como fazer para justificar no CV aquele ano que você ficou sem trabalhar?

Bom, a primeira coisa que você precisa ter claro é que fazer um ano sabático não é tirar férias e isso os bons selecionadores já sabem.

Então, no campo INFORMAÇÕES ADICIONAIS do seu CV, não deixe de registrar o que você fez durante o ano que não estava em alguma empresa. Você pode deixar bem claro por exemplo:

Plano realizado: VIAGEM AO MUNDO
33 países e 1 ano e 2 meses de viagem – Roteiro: Brasil, EUA, Indonésia, Tailândia, Myanmar, Laos, Vietnã, Camboja, Singapura, Brunei, Malásia, Sri Lanka, Índia, Nepal, Tibete, Japão, Hong Kong, China, África do Sul, Tanzânia, Ruanda, Inglaterra, Rússia, Jordânia, Israel, Egito, Turquia, Espanha, Marrocos, Brasil, Bolívia, Peru, Costa Rica, México e Brasil.

Com certeza, esse ano deve ter proporcionado outras muitas experiências, como:
Autor de blogs, Escreveu para algumas revistas especializadas, participou de algum projeto voluntário em algum país do mundo, etc. Se isso de fato aconteceu – não deixe de registrar isso também!

Para quem estiver olhando o seu CV, também estará claro que muitas competências de negócio foram primordiais para que você colocasse esse seu projeto pessoal em ação, como por exemplo:

  • Orçamento e Planejamento – possivelmente você passou um bom tempo antes de partir planejando cada parte de sua viagem, analisando riscos, etc.
  • Orientação para Resultados – Pensar em um projeto desse, planejá-lo e cumpri-lo – quer mais resultado do que isso?
  • Adaptação e Flexibilidade – Viagens mesmo que perfeitamente planejadas, não contam com chuvas torrenciais, desmoronamentos, neve, etc. A necessidade de se adaptar a uma nova cultura, a cada mudança do caminho, ser mais flexível – é tudo que as empresas estão buscando hoje, não?
  • Comunicação e Trabalho em Equipe – Na era do Whatsapp onde a maior preocupação de alguns estudiosos do futuro é que o relacionamento é uma competência fadada ao problema, viajar pelo mundo, mesmo que você não seja o melhor dos comunicadores antes de partir, com certeza será um grande aprendizado – enfrentar a barreira da língua e as questões culturais em cada destino, além de solicitar ajuda das pessoas, sem dúvida nenhuma farão dessas competências uma de suas mais fortes.
  • Compreensão Interpessoal – Como dito no começo desse artigo, o simples fato de se abdicar de grande parte do conforto em busca do que te faz feliz de verdade, já é um caminho bem grande sobre descobrir os seus pontos fortes e suas necessidades de desenvolvimento.

Por isso, se você acha ou algum momento achou, que tirar um ano sabático para viajar o mundo ou seja lá o que for, seria um problema para você retornar ao mercado de trabalho, está completamente enganado.

Caso alguma empresa, venha colocar isso como um empecilho para uma entrevista ou até para sua contratação, saiba certamente que você é mesmo uma pessoa de sorte, essa empresa não merece uma pessoa como você!

Estava com dúvidas em sair aí pelo mundo?

BOA VIAGEM
Um abraço e até a próxima…

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Currículo na volta da viagem

Siga o blog do Paulo Moreno e fique por dentro de dicas para ajudar na sua carreira: RH do Moreno

LEIA TAMBÉM

Como se preparar para a volta da viagem?
Você sabe o que é um sabático?.

Curtiu? Então compartilha!