Carona pela primeira vez!

Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Sabático, Viajar Barato, Viagem de Carona

QUANTAS VEZES VOCÊ JÁ FEZ CARA TORTA PRA UMA EXPERIÊNCIA SEM NUNCA AO MENOS TER TENTADO UMA VEZ?  Como eu vejo preconceito com a idéia de pegar carona em viagens… “Ai que horror! Pra viajar assim melhor nem viajar!”, “Mas isso é muito perrengue.”, “Porque é muito perigoso!”. Esses me parecem todos comentários de quem nunca experimentou e quem ainda não entendeu o verdadeiro valor das novas experiências.

Carona é um aventura humana, de troca com outras pessoas. Troca de histórias, de culturas, de companhia, de sorrisos e muitas outras surpresas que podem surgir pelo caminho. Pra mim não é perrengue, ém uma aventura, é se abrir para novas descobertas. E de longe me parece bem mais seguro do que viver sua vida normal do Brasil (o que é bem mais perigoso). E me fala, o que seria mais perigoso do que passar a vida toda fazendo as coisas do mesmo jeito sem nem se abrir pra viver experiências novas?

Mas eu não gosto de mostrar só o meu ponto de vista. Então convidei o Tiago e a Andréa, do @eugostariade, pra falar sobre a primeira experiência de carona que eles tiveram cruzando 1.400 km ela Noruega. veja essa experiência pelo olhar deles.

Texto por Andréa Pereira e Tiago Gonçalves

Sabe aquela sensação de fazer alguma coisa pela primeira vez? Aquele friozinho na barriga de algo novo? Em nossa viagem registramos momentos incríveis quando subimos um vulcão ativo na Indonésia, mergulhamos com tubarão baleia em Moçambique ou quando colhemos uma oliveira na Grécia, mas uma das coisas que mudou a nossa forma de viajar, foi quando encaramos a primeira carona.

Estávamos na Noruega, no país onde é muito difícil encontrar alguém pedindo carona e que, popularmente as pessoas são erroneamente, chamadas de “frias”, quando decidimos encarar o desafio de mais de 1400 kms. É isso mesmo! Acredite, tomamos coragem e fomos de cara rumo aos 1400 kms.

Acordamos cedo, fizemos uma plaquinha de papelão e fomos para estrada, ou melhor, para rua que passava em frente da casa onde estávamos. A primeira situação engraçada, foi a nossa timidez, olhávamos um para cara do outro e dávamos risadas, pois os dois estavam morrendo de vergonha de ficar ali com o polegar para cima e a cada carro que passava, tínhamos a sensação de negação. Quando o primeiro carro parou, foi outra gargalhada, ficamos confusos, igual barata tonta, não sabíamos se primeiro pegaríamos as malas ou primeiro conversaríamos com o motorista e então vimos que fora uma vizinha que parou e por sorte nos levou até a verdadeira autoestrada. Muito simpática e sorridente, fomos conversando sobre nossa trip e ela nos explicou que aquele ponto seria muito raro alguém seguir para fora da cidade.

Andamos pouco mais de 15 kms e paramos na autoestrada em frente à fábrica que ela trabalhava e então com a experiência de uma viagem e a confiança apurada fomos novamente para a beira da estrada.

Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Sabático, Viajar Barato, Viagem de Carona

Logo percebemos que os veículos passavam a mais de 100 km/h e que apesar de ter acostamento os motoristas mau conseguiam nos enxergar. Foi então que decidimos caminhar até o posto mais próximo e conseguimos nossa segunda carona com um Polonês. Muito falante e engraçado nos contou que trabalhava com construção e explicou bastante sobre seu país.

A nossa terceira carona foi um lindo casal de velhinhos apaixonados pelos brasileiros. Muito amigáveis e com muitas histórias de viagens, nos contaram várias aventuras que fizeram pegando caronas. Ficamos impressionados e encorajados com o orgulho que sentiam, quando relembravam dos amigos estradeiros. Entre várias dicas que nos deram, uma me vem com muita felicidade, “use sempre esta bandeira do Brasil, pois adoramos os brasileiros.”

E assim fizemos, com a bandeira em uma mão, a plaquinha de papelão em outra e agora o polegar para cima, bem orgulhosos e sorridentes estávamos à espera da quarta carona.

Empolgadíssimos com as histórias que estávamos escutando e felizes com as novas amizades, pegamos nosso gps e percebemos que tínhamos viajado apenas 45 km em mais de 5 horas. Nossa terceira gargalhada foi de decepção e ao mesmo tempo de alívio. Mas porque alívio? Você deve estar se perguntando! Em nossa vida, estamos acostumados a viajar de um ponto A para o B e fazemos deste tempo, uma expectativa para o ponto de chegada. A sensação de alívio foi em perceber que aprendemos a aproveitar o processo durante a viagem e que através da carona podemos exercer o nosso principal propósito, conhecer novas histórias e fazer novas amizades.

Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Sabático, Viajar Barato, Viagem de Carona

No total desta expedição carona, foram 31 horas e 14 caronas diferentes, entre carros, camionetas, vans e caminhões. O fator primordial foi entender que a carona te proporciona novos amigos, um contato direto com a cultura local e a certeza de como as pessoas estão dispostas a ajudar.  

Decidimos arriscar e aprendemos todos os macetes na marra, após várias caronas durante nossa volta ao mundo, temos muitas dicas que vão te ajudar em suas tentativas.

Se liga nesse checklist com dicas e macetes que preparamos:

  • Antes de ir para estrada, certifique-se do melhor caminho, ou seja, nem sempre o mais curto é mais legal ou mais fácil. Esteja aberto a novos destinos (tivemos a experiência de trocar de destino na Grécia e foi espetacular). Dê preferência a grandes estradas e altas temporadas, pois quanto maior o tráfego maior as chances, mas não se esqueça que as menores estradas, são as mais bonitas. Tenha anotado as principais cidades até o destino ou utilize aplicativos off-line. Caso não tenha, procure informações com pessoas locais, eles sempre ajudam.
  • Ter uma plaquinha com o nome da cidade, uma bandeira ou camiseta que identifica sua nacionalidade (usamos muito uma canga com a bandeira do Brasil e quando a perdemos, usamos uma camiseta de futebol) irá facilitar muito sua carona, pode usar a criatividade, divirta-se. Procure estar o mais limpo possível e se também evite objetos que escondam o seu rosto como boné, chapéu ou óculos escuros.
Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Sabático, Viajar Barato, Viagem de Carona
  • Quanto mais cedo for para estrada, menos você vai sofrer com o calor.
  • O melhor lugar para pegar carona são pontos fora de grandes centros, entenda onde é a saída para seu destino e procure um lugar que os veículos passam em baixa velocidade. É de extrema importância ter um espaço grande, para que o veículo possa parar. É também comum conseguir carona em aduanas, posto policial, praça de pedágios e ponto de ônibus. Na Noruega conseguimos muitas caronas em postos de gasolina, a abordagem direta com o condutor facilita as chances, porém você precisa ser sútil, pois esta conduta pode parecer invasiva.
  • Quando estiver com o dedo para cima não esqueça de estar com pensamento positivo, sorriso no rosto e boa vibe, seja sempre muito educado com os motoristas que não param e mantenha a sua atenção na estrada. Divirta-se, tente comunicar-se com os motoristas, dê risada, tchauzinho para crianças e assim quanto menos espera a carona já chegou. Uma coisa que nos ajuda a manter a cabeça positiva, é pensar que assim que o primeiro condutor que já pegou carona ou já deu carona passar, ele vai parar.
Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Mochileiros, Sabático, Viajar Barato, Viagem de Carona

ANDRÉA PEREIRA E TIAGO GONÇALVES

@eugostariade tem o propósito de contar histórias de pessoas que tiveram coragem de ir em busca do que realmente importa para suas vidas. De uma maneira divertida e entusiasta incentiva as pessoas irem em busca de seus sonhos. Conheça mais: Instagram e YouTube.

Toda vez que uma nova experiência te assustar pense em todo o aprendizado que ela vai te trazer. Lembre-se que tudo que te desafia te transforma e que você só vai superar seus medos após tentar fazer. 

Fazer novas experiências traz excitação pra vida e seria uma pena passar uma vida toda se esforçando pra fazer as coisas sempre do mesmo jeito. Se abra para o novo. Vai que dá!

Créditos fotos: Andréa Pereira e Tiago Gonçalves

 

curtiu? então compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Carol Fernandes

IDEALIZADORA

Uma virginiana certinha da pá virada, que virou de vez depois de viajar o mundo e decidiu que só ia fazer o bem. Criou a ViraVolta porque acredita que viajar o mundo transforma as pessoas e as pessoas transformam o mundo. Não escreve rebuscado, poético ou certinho, mas fala com a alma e o coração.

Como ajudamos

Anterior
Próximo