VOCÊ FICA LOUCO COM A IDÉIA DE VIAJAR O MUNDO DE BICICLETA, MAS ACHA MUITO COMPLICADO? FIQUE TRANQUILO. Nessa sessão vamos passar todas as dicas para quem está planejando uma longa viagem de bicicleta pelo mundo. Não desista do seu sonho. Essa pode ser uma experiência incrível.

Fizemos uma parceria com o casal André e Karla Cherri, do Bikes & Spices, que já estão viajando há 3 anos de bicicleta por esse mundão. Foram muitos erros, acertos e aprendizados que eles compartilham aqui para colaborar com futuro viajantes. Veja passo a passo e saia pedalando por aí.

PASSO #1: Como é de bicicleta?
PASSO #2: Preparo físico e emocional
PASSO #3: Escolhendo a bicicleta
PASSO #4: Equipamentos, acessórios e bagagem
PASSO #5: Roteiro, deslocamento e hospedagem

Como é de Bicicleta?

Viajar em bicicleta te permite conhecer além do imaginado. Pedalar devagar, poucos quilômetros e fazer pausas nas cidadezinhas que encontramos pelo caminho nos permite estar sempre muito próximos da vida real.

Vontade e curiosidade

O primeiro passo para uma aventura como essa é a curiosidade. Ter aquela vontade de conhecer o novo, saber como é a vida fora das notícias e ver como são as coisas bem de pertinho. Como é de verdade culturas, pessoas, comidas e dessa forma ter várias histórias para contar. Estar aberto para receber e aceitar o convite de uma pessoa para ficar na sua humilde casa, repartir o pouco que tem com você… a gratidão será um sentimento constante. Ciclistas são acumuladores de histórias e pode acreditar, as bicicletas são como um ímã para atrair pessoas.

Estar disposto a realizar uma viagem como essa de bicicleta te faz enfrentar melhor os perrengues que surgirão no caminho e encará-los de uma maneira mais leve. Afinal, problemas irão surgir! Somente de tomar a decisão de ir de bicicleta, mostra que você é uma pessoa com disposição.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, CicloturismoDificuldades

A viagem em si é incrível, mas nem todos os dias são assim. A viagem tem muitas alegrias e ótimas surpresas mas também existem os dias bem difíceis, cheios de obstáculos e outros bem comuns, sem nada para contar.

Já imaginou pegar a bicicleta e pedalar até a padaria mais perto para comprar aquele pãozinho fresco? Pois agora imagina fazendo isso quase todos os dias, mas além da padoca seguir alguns 80km a mais. Agrega a tudo isso chuva ou clima super seco, frio ou calor extremo, relevos variados e aquela saudade que nunca passa.

O mais importante é…

Livre-se de todos os preconceitos. Aqui você é um viajante e um desbravador. Abra os olhos para enxergar o novo, abra a mente para se entregar ao novo e abra o coração para fazer o novo.
Converse com os desconhecidos, gaste um tempo com eles. Cumprimente as pessoas com um sorriso, observe a vida como ela é e procure não tentar entender tudo. Aceite.

Pedale devagar, pare para tomar um café, brinque com uma criança e aprenda algumas palavras na língua local. Transmita alegria e deixe as pessoas perceberem isso. Coma e beba de tudo, prove o novo. Faça fotografias, escreva relatos, dê risadas com gente desconhecida e faça amigos pelo mundo.

Preparo Físico e Emocional

Ao contrário do que muitos pensam não precisa ser nenhum atleta e muito menos ciclista de longa data para viajar o mundo de bicicleta. Comece devagar como nós, que nunca tínhamos sequer pedalado um fim de semana inteiro.

Preparo Físico

Durante a viagem você vai ganhando resistência naturalmente com o passar dos dias, mesmo para os ciclistas que não fizeram nenhum tipo de preparo. Você começa com uma quilometragem mais baixa e vai aumentando aos poucos, conforme ganha resistência.

Mas se você gostaria de se preparar abaixo seguem 3 sugestões simples. É claro que elas não se comparam com pedalar por estradas pelo mundo, mas o que importa é que isso te conecta com o seu plano e te ajuda a sentir se é isso mesmo que você quer. Se você fizer o treinamento por 3 ou 4 meses antes da viagem já vai sentir uma evolução na sua resistência.

  • Frequente a academia – uma boa forma para se manter ativo.
  • Pedale por aí para praticar – o seu objetivo não é velocidade e sim constância. Comece pedalando uma vez por semana e depois vá aumentando o número de dias, buscando fazer roteiros com subidas e descidas.
  • Faça viagens curtas – uma boa opção pode ser se juntar a grupos pequenos que fazem viagens curtas de bicicleta no final de semana.

Preparo Emocional

Para as emoções não existem regras. Cada um sente algo diferente e em situações das mais variadas. Elas surgirão e a única coisa é saber ter paciência e como controlá-las para não tornar a viagem um sofrimento. A dica é, vai passar. Horas depois ou no dia seguinte você estará pronto para mais um dia cheio de emoções ou não, porque viajar assim também tem aqueles dias em que nada acontece e pedalar vira algo como respirar.

Por ex. quando pedalamos por uma estrada de terra vermelha pelo Camboja (60km) eu fiquei extremamente estressada porque tínhamos que usar máscaras num calor horroroso e estávamos sujos como nunca. Era difícil respirar a cada moto que passava. Imagina quando passavam caminhões e ônibus? Já o André se divertiu horrores. Estava adorando aquilo tudo fazer parte da aventura e ter mais uma história para contar.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Escolhendo a bicicleta

Modelo Ideal

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Conforto

Independente do modelo que deseja comprar, o mais importante é fazer as adaptações para seu corpo (bike fit). Fazer todos os ajustes para que ela fique o mais confortável possível para evitar dores, além de permitir ter um melhor campo de visão tanto para se proteger dos possíveis perigos da estrada quando para apreciar tudo o que surgirá no caminho.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

As bicicletas de cicloturismo já possuem uma estrutura mais própria para isso. Já uma bicicleta de montanha precisa de mais ajustes já que sua geometria é para uma posição de pedalar ainda mais abaixada, olhando um pouco mais para o chão já que o que alguém que está numa trilha deve estar mais atento ao caminho e obstáculos a serem superados.

Resistência

Outro ponto importante é que a bicicleta seja resistente. Para evitar problemas maiores a bicicleta deve contar com componentes simples, que possam ser encontrados onde quer que vá. Existem muitas soluções modernas, e que geralmente custam bem mais, mas que não são facilmente repostas ou encontradas em qualquer lugar do mundo e isso pode trazer dor de cabeça. Você investe uma grana achando que vai ter o melhor e pode acabar em uma furada. O melhor é ser prático.

Conheça os componentes que você deveria ficar mais atento:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Se você não quer investir em uma nova bicicleta e acha que poderia adaptar a que você já tem faça uma inspeção completa para checar: o câmbio (se já está desgastado, se os cabos estão ok, se as marchas estão afinadas), o quadro (torto ou com pontos de ferrugem principalmente onde serão instalados os suportes das bolsas), rolamentos (podem estar comprometidos tornando o pedalar mais difícil), rodas (podem estar tortas ou com os aros com tensão desigual) e freios.

FICA A DICA

Quanto mais remota e longa a viagem, se torna mais necessário buscar uma bicicleta de qualidade que não irá falhar no fardo de carregar uma carga pesada por longas distâncias. Uma bicicleta quebrada pode causar uma frustração sem fim quando você está a dias de chegar numa cidade com uma oficina de bikes.

Equipamentos, acessórios e bagagem

Aqui listamos os equipamentos mais relevantes para realizar uma longa viagem de bicicleta, além de sugerir alguns outros de escolha pessoal. O importante é não carregar nada em seu corpo, como uma mochila. Isso atrapalharia demais te fazendo suar o dobro e trazendo dores horrorosas nas costas. O correto é carregar tudo na bicicleta.

Bolsas para bicicleta

Existem dois tipos de bolsa para bicicleta onde é possível carregar todos os seus pertences:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Esses ítens na verdade são “quase” que obrigatórios. Isso porque é possível encontrar ciclistas que se adaptam super bem com equipamentos reutilizados como caixas de comida para gatos, caixas de madeira de feira, suporte para garrafas de água de papelão, enfim, vai do estilo e bolso de cada um. É possível viajar com qualquer bicicleta e usar a criatividade para carregar seus pertences. Veja esses viajantes:

 
Itens fundamentais

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Bagagem

Aqui devemos lembrar que todo o peso que levar vai carregar com sua própria força. Portanto quanto mais básico, leve e realmente necessário, melhor. Depois dos primeiros 500 quilômetros percebemos que precisávamos de muito menos e até hoje, depois de mais de 25 mil quilômetros, de vez em quando fazemos umas “limpas” em nossas coisas.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Existem roupas super tecnológicas voltadas para o ciclismo, mas não acreditamos que seja fundamental. Nós já não usamos roupas especificas tem muito tempo. Procuramos usar roupas leves e que possam ser lavadas facilmente diariamente. Cada um escolhe a roupa que melhor se adapta, a verdade é que tem muita opção e não tem muita regra.

O ideal para é ter roupas para os diferentes climas que pode encontrar no caminho:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

FICA A DICA

Uma dica importante é equilibrar o peso para não sobrecarregar uma parte da bicicleta. Uma distribuição adequada poderia ser: 30% no bagageiro dianteiro, 60% no bagageiro traseiro e 10% espalhados entre as bolsas menores. E na hora de arrumar a bagagem coloque as coisas mais pesadas no fundo dos alforges e as mais leves por cima.

Outros itens de escolha pessoal

  • Barraca
  • Colchões
  • Bolsa de dormir
  • Fogareiro
  • Filtro de água
  • Acessórios para cozinha (potes para temperos, talheres, canivete, etc)
  • Lanterna
  • Boné
  • Protetor solar
  • Itens de banho e higiene
  • Medicamentos
  • Computador e cabos
  • Câmera fotográfica, cabos, baterias, carregadores, cartões

Não sabe o que levar de roupas e outros acessórias? Veja a lista completa de possíveis itens a se considerar para uma longa viagem.

Roteiro, deslocamento e hospedagem

Roteiro

O roteiro não deve ser uma enorme preocupação somente pelo fato de você estar indo de bicicleta. Não é necessário saber cada quilômetro que quer pedalar e ter tudo isso muito detalhado. Faça um roteiro de países apenas e saiba qual é uma rota segura.

É sempre bom ter um plano base, mas estar aberto para adaptações é extremamente necessário. Pela seguintes variáveis:

  • Clima: não dá para controlar o clima por exemplo e muitas vezes terá que mudar o percurso para não pegar uma tormenta ou uma onda de calor.
  • Surpresas do caminho: muitas vezes você irá se encantar com uma cidadezinha que nem está no seu mapa e vai querer ficar uns dias para descansar ou será convidado por uma família porque na próxima semana será o casamento de alguém e assim o seu roteiro que estava cravado em datas e horas já foi por água abaixo.

Ainda nem sabe por onde começar? Para ver dicas sobre como montar um roteiro, clique aqui.

O mais importante é: seja flexível para fazer mudanças e deixar a viagem seguir seu próprio rumo. Pesquise outros ciclistas que já pedalaram por aí, se inspire e seja feliz! Tudo vai dar certo.

Deslocamento

Abaixo colocamos algumas referências quanto ao deslocamento que podem ajudar no seu planejamento:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem de Bicicleta, Cicloturismo

Mapas e GPS são ferramentas importantes para ajudar no seu deslocamento. Nós costumamos usar os dois. Saiba as praticidades de cada um:

Hospedagem

Nem sempre é possível encontrar hotéis pelo caminho, dependendo das distâncias a serem percorridas. Por isso pra quem viaja de bicicleta é importante ter o equipamento básico para camping. Assim você poderia dormir praticamente em qualquer lugar. Se inscrever nas comunidades warmshowers e couchsurfing é uma boa opção para se hospedar com os locais sem nenhum custo, mas você vai depender da internet nesse caso.

Mas abra a sua mente, quando não é possível encontrar um quarto ou camping, qualquer lugar pode servir de hospedagem para a sua barraca:

  • Estações de bombeiros
  • Cruz Vermelha
  • Postos de gasolina
  • Fundos de restaurantes
  • Salão de danças
  • Um jardim

Não conseguiu encontrar nenhum local desses? Não se desespere. A melhor solução é pedir para usar um cantinho do jardim na casa dos locais. A maioria das pessoas são receptivas.

Quer saber mais sobre os tipos de hospedagem pelo mundo e como encontrar hospedagens mais baratas? Clique aqui.

Saia pedalando pelo mundo...

Se você tinha medo de sair por aí de bicicleta, agora não precisa mais se preocupar. É bem mais fácil do que a gente imagina. Pedale na chuva e sinta o corpo molhado. Pedale no sol quente e sinta o suor escorrer. Faça frio ou faça sol, siga, pedale e…boa viagem!

Todas essas dicas foram elaboradas pelo Bikes & Spices, que já estão viajando há 3 anos de bicicleta por esse mundão.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Viagem de Bicicleta

ANDRÉ E KARLA CHERRI

Começaram a pedalar em 2012 e não pararam mais, visitando 37 países. André é fotógrafo e adora retratar as boas ações para mostrar que o mundo está cheio de gente pronta a ajudar. A Karla é nutricionista e aproveita o gosto pela cozinha para provar de tudo e registrar o que mais toca seu paladar. Bikes & Spices

 

Créditos das fotos: Bikes & Spices

Existe alguma dúvida que ainda não conseguimos responder? Então deixe um comentário lá embaixo da página e contribua para melhorarmos o conteúdo. Vamos esclarecer tudo. A sua dúvida pode ser a dúvida de outros viajantes. Colabore!

ÚLTIMOS POSTS

Um guia completo para planejar sua longa viagem pelo mundo.

Curtiu? Então compartilha!

O que você acha? Escreve aí pra gente!