ESSA É A PARTE QUE MAIS INFERNIZA A VIDA DOS VIAJANTES. PESQUISAR SOBRE VISTOS É CHATO, TOMA TEMPO, MAS É NECESSÁRIO. O visto é importante, mas é preciso aprender a ser flexível com essa questão também.

Por uma questão de responsabilidade, não vamos informar aqui quais países demandam visto e o processo. Os processos estão sempre mudando e a gente não queria prejudicar ninguém por passar uma informação desatualizada. Mas vamos passar dicas maneiras para facilitar sua vida:

DICA MANEIRA #1: QUAL A MELHOR FORMA DE PESQUISAR SOBRE VISTOS?
DICA MANEIRA #2: COMO LIDAR COM VISTOS DURANTE A VIAGEM?
DICA MANEIRA #3: OUTRAS DICAS ESSENCIAIS

Por experiência própria, mesmo que você leia informações sobre vistos em blogs, sites de viagem, etc… No final o ideal é fazer por você mesmo, entrando em sites especializados ou da embaixada de cada país para se informar bem. Afinal as regras podem mudar e é melhor pesquisar onde a informação esteja sempre atualizada.

Mas não se preocupe, são poucos os países que possuem um processo de visto complicado, dependendo da nacionalidade claro. Para muitos países o visto pode ser feito facilmente na fronteira, no aeroporto ou em qualquer consulado em outros países com o simples pagamento da taxa.

CONHEÇA 3 PASSOS FUNDAMENTAIS NA PESQUISA DE VISTOS:

PASSO 1: PESQUISE SOBRE A NECESSIDADE DE VISTO OU NÃO PARA OS PAÍSES QUE PRETENDE VISITAR

Essa primeira pesquisa é mais superficial, apenas para saber se você precisa de visto ou não. Existem sites especializados, que geralmente são empresas que oferecem os serviços para tirar vistos. Eles não vão explicar sobre o processo para você fazer de forma independente, mas vão de cara te informar se precisa de visto ou não e esse é o nosso objetivo agora.

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Vistos

Links: Visa Hunter, Project Visa, Visa HQ e Mundo dos Vistos.

Você também pode dar uma olhada na Wikipedia. Eles disponibilizam esse mapa sobre a necessidade de vistos para brasileiros.

Visa requirements for Brazilian citizens.png
Visa requirements for Brazilian citizens” by AlbataladOwn work. Licensed under CC BY-SA 3.0 via Wikimedia Commons.

Você também pode dar uma olhada na ferramenta Visa Mapper, mas ela é construída por viajantes e não contém informação oficial de consulados.

Preparamos uma lista completa com 78 países que não exigem vistos para Brasileiros, atualizada em 26.12.2014, pelo Portal consular.

Uma vez pesquisado, monte a sua lista dividida em 2: países que precisam de visto e países que não precisam de visto.

PASSO 2: PESQUISE MAIS A FUNDO SOBRE OS PAÍSES QUE EXIGEM VISTO

Para esses casos visite a página de cada embaixada ou qualquer outro site especializado para entender as características e processo de cada um e divida os países por nível de dificuldade:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Vistos

Pontos que você deve estar atento para registrar durante a sua pesquisa:

  • Validade do visto
  • Duração da permanência autorizada no país
  • Número de entradas permitida com o visto
  • Se é necessária a apresentação de uma prova de saída do país (bilhete de avião, ônibus ou trem)
  • Se é necessária a apresentação de algum certificado de vacina

PASSO 3: AVALIE COMO OS PAÍSES DE NÍVEL DIFÍCIL PODEM INTERFERIR NA SUA VIAGEM

Durante o planejamento da sua viagem você não precisa se preocupar com os países de nível FÁCIL e MÉDIO, pois você vai conseguir fazer sem problemas durante a viagem. Concentre suas energias agora nos países de nível DIFÍCIL.

Se você for realmente obrigado a fazer o visto antes de partir para a viagem, você precisa entender bem as questões de validade do visto para tomar decisões importantes:

  • Eu vou conseguir chegar nesse país dentro da validade do visto?
  • Eu quero bloquear a minha viagem por causa de uma exigência de visto?
  • Eu vou ter que alterar meu roteiro por causa desse país?
  • Realmente vale a pena alterar tudo por causa de um país?

FICA A DICA

A questão dos vistos é importante, mas não se estresse tanto com isso. Se você não conseguir visitar um país por causa de visto existem várias outras opções legais para visitar. Sua viagem não vai ser menos interessante por causa disso e você ainda tem uma vida inteira para voltar naquele lugar.

Agora que você já fez a sua pesquisa, organize as informações em uma lista prática para você não comer bola durante a viagem. A lista é separada da seguinte forma:

ViraVolta, Volta ao Mundo, Viagem pelo Mundo, Viagem Longo Prazo, Vistos

Durante a viagem fique atento na sua planilha e se organize para definir em quais países no seu caminho você vai precisar aplicar para algum visto.

Abaixo colocamos alguns casos clássicos de países que exigem o processo de visto via consulado e colocamos sugestões de países onde aplicar. Isso não quer dizer que só seja possível aplicar nesses lugares, quer dizer apenas que esses lugares são recomendados a partir da experiência de outros viajantes.

  • Índia: aplique em Bangkok (Tailândia), Colombo (Sri Lanka) ou Kathmandu (Nepal)
  • Vietnã: aplique nos países ao lado ou via internet
  • Myanmar: aplique em Bangkok (Tailândia) ou via internet
  • China: aplique em Hong Kong
  • Cazaquistão, Uzbequistão e Quirguistão: aplique em Istambul (Turquia)
  • Iraque: aplique em Aman (Jordânia)
  • Egito: aplique na Jordânia
  • Etiópia: aplique em Uganda
  • Somalilândia e Djibouti: aplique em Addis Ababa (Etiópia)
  • Yemem: aplique em Djibouti

Essas dicas vieram da nossa própria experiência e de outros viajantes que colaboraram: Bianca e Guilherme do sai por aí.

Se você teve experiência em tirar vistos em consulados de outros países, escreva aí no comentário que a gente adiciona aqui.

  • Mesmo que você possa aplicar para o visto no seu país (para os casos de nível médio), provavelmente vai ser mais caro, pois as taxas consulares variam de acordo com cada país. Geralmente é melhor aplicar para o visto durante a viagem, em países mais baratos. Sai mais em conta e você não precisa se preocupar com a validade do visto, pio será mais próximo à sua visita.
  • Sempre que um processo de visto exigir carta convite, busque por serviços na internet. Existem empresas especializadas em emissão de carta convite para visto. Não necessariamente a carta convite precisa ser de um amigo ou familiar que mora naquele país. Na verdade é só uma chatice do processo para complicar e fazer você gastar mais dinheiro.
  • Tenha fotos 3×4 com você. Deixar para fazer na fronteira pode sair mais caro e você perde tempo.
  • Sempre tenha dólares com você. Pagar a taxa do visto em dólares geralmente é mais vantajoso, quando a taxa é determinada em dólar. Nesses casos para pagar na moeda local o câmbio pode ser salgado.
  • Fique muito atento às diferentes regras para entrada pela fronteira ou aeroporto com relação a duração de permanência autorizada, as vezes a regra muda conforme o seu local de entrada (ex: na Tailândia, para algumas nacionalidades, quem entra pelo aeroporto ganha 30/90 dias, mas quem entra por terra ganha apenas 15 dias).
  • Se você deseja ficar mais tempo do que a duração da permanência autorizada no país verifique a possibilidade de fazer um “VISA RUN”, que significa deixar o país e retornar no mesmo dia apenas para renovar o seu visto. Você pode fazer independentemente ou com agências que te levam até uma fronteira e tomam conta de todo o processo.
  • Hong Kong e Bangkok são dois pontos bons para aplicar para vistos mais chatinhos de outros países na Ásia.

Ficou mais tranquilo?

Comece já a pesquisar sobre os vistos. No final você vai ver que é mais simples do que parece. Não deixe de ler os posts extras desse capítulo para entender mais sobre o tema. Continue lendo os próximos capítulos e vamos tirar todas as suas dúvidas.

Existe alguma dúvida que ainda não conseguimos responder? Tem alguma dica interessante sobre vistos? Então deixa um comentário lá no final da página pra gente e contribua para melhorarmos o conteúdo. A sua dúvida pode ser a dúvida de outros viajantes. Colabore!

ÚLTIMOS POSTS

Um guia completo para viajar barato pelo mundo.

Curtiu? Então compartilha!

O que você acha? Escreve aí pra gente!